Sábado, 27 de Junho de 2009

Acertar no Alvo

 As decisões atempadas, não dão razão a nenhuma desculpa, sobre falta de informação e planeamento.

27 de Setembro é a partir de hoje, uma data com grande importância politica, para as decisões dos próximos 4 anos.

De todos os actos eleitorais, com direito a voto, depois da maioridade, apenas deixei de exercer esse dever cívico, uma única vez e por impedimento inerente ao exercício da profissão. Custa-me entender, que, defendendo valores, ideais e tendências de politicas de governação, as dificuldades resultantes, da crise, má gestão, erros estratégicos, falta de visão, teimosia, arrogância, excesso de optimismo, afronta de interesses de classes, austeridade, inflação, pobreza, pouca produtividade, subjugação à comunidade europeia, façam com que se desvalorize a importância do voto, pessoal e intransmissível de cada eleitor.

Há no meu entender razão a queixa e protesto. Sou da opinião que, a real aposta, nas tecnologias da informação e comunicação, há muito deveria servir para se poder votar, sem o mínimo incómodo na deslocação para o fazer. Ainda só é possível nas mesas de voto e por correspondência para os residentes no estrangeiro, considero isso, um impedimento a uma maior participação nas escolhas que em cada acto eleitoral são apresentadas. A legitimidade expressa pelo voto, representará assim, o esforço de quem quer e decide ir votar, seja onde for que isso seja possível e não daqueles que querem votar, mas não vão dar-se ao trabalho da deslocação. Com certeza esse voltará a ser novamente, um universo de disputa na conquista de votos, que nenhum marketing politico conseguirá vencer, nem o "rebranding" do valor do eleitor, conseguirá levá-lo a agir, se para isso continuar a ser necessário desperdício de dinheiro, tempo e energia. Se há assim tantos indecisos, abstencionistas e cidadãos consistentes que não querem mesmo participar em eleições, porque não, repensar a estratégia, reinventar a forma de recolha do voto, agilizando a decisão ao ponto de, só não votar, quem não quer, porque se o decidir fazer, o sistema se encarregará de o vir recolher em tempo util. Fala-se tanto em, campanha, cartazes, outdoors, bandeiras, autocolantes, brindes, tempos de antena, debates, artigos de opinião, web sites, blogues, páginas oficiais, e-mails, marketing pelo correio, arruadas, comícios, campanha porta a porta, concertos, programas e esquece-se, que havendo também um período de votação mais alargado, um "Magalhães" portátil ligado em rede, de uma marca qualquer, que viesse ao encontro de quem quer votar, a eficácia seria bem maior e o numero de votos expresso, muito superior.

Chega da classe politica continuar a achar, que o erro para não votar, continua a ser o analfabetismo, falta de cidadania, iletracia, conhecimento, informação, ideias, indecisão ou propostas alternativas ao actual espectro politico global.

Existem "loiras", mas essa é uma falsa questão, a lei da atração continua como uma miragem entre quem governa e é governado.

Manuel da Fonseca @ Junho 2009

http://pwp.netcabo.pt/mdafonseca/

publicado por Manuel da Fonseca às 16:29
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Qual a tua Escolha?

O direito a escolher, coloca em foco a informação que se encontra disponivel, para não haver erro na opcção pretendida.

Tudo parece estar em mudança, pequenas escaramuças a nível laboral, ameaçam ser causa de colossos da indústria automóvel possam vir a sair de Portugal. Tomada de posições accionistas, no capital de um grupo de comunicação, podem levar a que toda uma direcção de programas e informação, seja demitida e se reorganize, uma nova forma de gestão dum canal de televisão, com a consequente alteração de programas e conteúdos. O endividamento é causa mais que suficiente para em nome do interesse nacional, os grandes projectos regressarem à estaca Zero. Que dizer do tempo perdido e dinheiro gasto em todo este dossier, que passa por, Aeroporto, TGV, Terceira Travessia sobre o Tejo em Lisboa e sabe-se lá mais o quê? A Moda parece ser, dar de comer às microempresas, por elas serem o sustento de grande parte da economia nacional. Tudo parece bipolarizado, até nas escolhas de interesse nacional, é que nem nas datas para eleições reina o consenso, tão necessário nestes tempos a fim de evitar despesismos exagerados. Gastar bem, parece ser o lema para os próximos tempos. Eleições serão época de escolha, mas até lá há que decidir todos os dias o que é preciso no dia-a-dia

publicado por Manuel da Fonseca às 13:58
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Junho de 2009

Férias e Viagens

 

 

 

 

Chegados que estamos, a um dos periodos em que as viagens, estão mais em moda, dou-me conta quanto transtorno e tristeza essas mesmas viagens, podem causar.

Para muitos encaradas como férias ou fugir da rotina, para locais que sempre sonharam e só agora conseguem realizar, há contudo muitas vezes um lado menos bom. 

Começa pela escolha com quem viajamos, há sempre quem não vai acompanharmos nessa viagem, os motivos poderão ser muitos, o mais usual é a viagem de lua-de-mel. Aí poucas escolhas restam, partindo do principio que ambos estejam "In Love", um é pouco, dois é bom e três são demais, certo será que por vezes o que promete ser um motivo de felicidade, acaba por ser um motivo para zanga. Não vou por aí.

Outro caso muito comum é as viagens de visita à familia e de regresso ao país onde nascemos. Conhecendo bem essa realidade dei por mim enquantos criança, muitos anos à espera que um mês em doze chegasse, para rever familiares distantes.

Quando existe um núcleo, que antes foi família, separado, repartir férias com os filhos, é um pouco complicado, pois nem sempre os periodos são concidentes, e viajar para levar e de seguida para ir buscar, um contratempo nem sempre voluntário.

Mas o mais insólito de tudo é ser obrigado a viajar por questões de trabalho ou negócio. O que para quem as faz, é uma rotina inerente ao tipo de trabalho, por vezes é visto como férias por quem está mais perto e não resiste à inveja e tentação de querer e poder fazer o mesmo, ou porque sinta dor de ter que ficar separado durante esses longos periodos, ou porque goste mesmo de viajar para esses lugares.

Quer se queira quer não, viajar é uma separação do lugar comum, que normalmente frequentamos, aproveitamos as férias, se possivel, para transformar isso mesmo num prazer, na companhia de quem mais gostamos. Quando isso não acontece, sentimos dor e revolta, por deixar, nem que seja, o animal de estimação, ou, outra coisa qualquer que não dispensamos no dia-a-dia.

As férias com viagens, deveriam ser sempre um reencontro e não o lamentar da separação.

A consciência do dever, permite no entanto encarar isso com algum alívio, afirmando frequentemente, que foram por um bom motivo e causa nobre, ou tão simplesmente pelo prazer de viajar para lugares desconhecidos e exóticos, sós ou bem acompanhados, mas fundamentalmente porque, férias e viagens são sonhos que alimentamos constantemente.

 

Manuel da Fonseca @ 2009

Outros Lugares

http://sites.google.com/site/manueljldafonseca/

http://pt.netlog.com/Opiun

http://pt.netlog.com/Opiun/blog/blogid=1747108#blog

 

Pesquisa personalizada
 
 
publicado por Manuel da Fonseca às 02:12
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. "Opiun Hi5 Memoires" - Vo...

. Abril, oportunidades mil

. Submarino Azul, "Porque S...

. Ponto de Equilibrio

. "Guerra do Café" - Um Gos...

. "All Formats" - Todos os ...

. Saldo Positivo

. "Sementes que germinam......

. O gesto é tudo \../

. Acertar no Alvo

.arquivos

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Julho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Submarino Azul, "Porque S...

blogs SAPO

.subscrever feeds