Sábado, 14 de Agosto de 2010

Ponto de Equilibrio

Todos os motivos são válidos, quando procuramos um ponto de equilíbrio. Não se trata do equilíbrio que permite andar de forma erecta, mas antes do equilíbrio interior, que faz com que esteja de bem comigo e com a vida.

O comportamento tem aqui um factor preponderante, na busca desse ponto, que é destruído a cada segundo da vivência, sem dar conta, faço o movimento contrário à ordem natural, com vista a compensar o desvio momentâneo. Não se trata de uma ilha artificial, sei que toda a ordem, caminha inevitavelmente para a desordem, a menos que seja aplicada a energia certa e necessária. Os excessos e as carências, determinam ao longo da vida, como sinto-me bem, sem mais, nem menos, em tudo aquilo que é permitido controlar. Os vícios são a barreira individual a vencer, quer queira quer não, ou os venço ou vencem-me.

Esta perspectiva é muito abrangente, relações humanas, alimentação, trabalho, saúde e bem estar entre muitas outras. Ficar doente é de todos os desequilíbrios o que deixa-me mais assustado, porque não avisa nem quando chega nem quando parte a doença. À falta de mais argumentos muitos dos desequilíbrios são desta forma justificados, aqui não há plano B, de pouco importa a forma com sou avaliado, se na análise interior, sentir-me completamente num plano inclinado. Equilibrar já é difícil, vencer a inclinação natural pior ainda, admitindo que em determinado momento foi atingido o ponto mais alto, certamente daí para a frente o equilíbrio será ainda mais difícil. Na subida, usamos muita mais energia e chegamos, sem dar por isso, acontece que na impossibilidade de manter o cume como meta eterna, o receio é, se temos força suficiente para equilibrar a descida. A consolação é que o caminho acabará por se realizar quer queira quer não, bastando para isso esperar que o tempo passe, sabendo contudo que essa nunca será uma atitude equilibrada. Nascer viver e morrer, fazem parte de um complexo enredo, não deixando de ser apaixonante passar por todos eles em perfeito "Ponto de Equilíbrio".

 

 

Manuel da Fonseca @ 2010

publicado por Manuel da Fonseca às 14:57
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Manuel da Fonseca a 5 de Dezembro de 2010 às 16:19
É muito feio esconder-se atrás de un nickname e postar mentiras. Não publiquei nenhum video embora tenha colaborado na edição de muitos.
O seu a seu dono BigBoss, ou antes BigMentiroso.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. "Opiun Hi5 Memoires" - Vo...

. Abril, oportunidades mil

. Submarino Azul, "Porque S...

. Ponto de Equilibrio

. "Guerra do Café" - Um Gos...

. "All Formats" - Todos os ...

. Saldo Positivo

. "Sementes que germinam......

. O gesto é tudo \../

. Acertar no Alvo

.arquivos

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Julho 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Submarino Azul, "Porque S...

blogs SAPO

.subscrever feeds